Sábado - Manaus - 15 de dezembro de 2018 - 03:23

BRASIL

STJ nega habeas corpus e vota pela prisão de Lula. "Deixem o povo me julgar", diz ele

Ex-presidente diz que usará todos os recursos para garantir candidatura

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 6 de março - 18:24

Com o resultado, Lula pode ser preso após um último recurso

Foto: AFP

Os cinco ministros que compõem a 8ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) votaram, nesta terça-feira (6), contra o habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Lula, com o objetivo de evitar a prisão dele, após condenação em segunda instância.

Com o resultado, Lula pode ser preso após um último recurso, um embargo de declaração, ser julgado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), sediado em Porto Alegre (RS).

No mês passado, o TRF-4 confirmou a condenação imposta a Lula pelo juiz federal Sérgio Moro, na ação penal envolvendo o tríplex no Guarujá (SP), e aumentou a pena do ex-presidente para 12 anos e um mês de prisão, por corrupção e lavagem de dinheiro.

Eleição

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que aqueles que insistem em inviabilizar seu nome na disputa eleitoral temem que ele ganhe já no primeiro turno. 

Ele disse que usará todos os recursos disponíveis para garantir sua candidatura à Presidência. Reunido nesta tarde com representantes da CMP (Central de Movimentos Populares) em São Paulo, Lula disse que estão tentando impedir a candidatura mais forte do campo da esquerda. 

Segundo relato do coordenador do movimento, Raimundo Bonfim, afirmou que vai levar a candidatura até as últimas consequências.