Quinta-feira - Manaus - 17 de outubro de 2019 - 12:35

MANAUS-AM

SSP-AM e SEDUC planejam medidas para reforçar segurança nas escolas

A proposta é intensificar os programas de prevenção às drogas e a criminalidade entre os estudantes

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 2 de março

O vice-governador ouviu dos diretores e profissionais da educação relatos de algumas necessidades

FOTOS: AGUILAR ABECASSIS/SECOM

O vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva, determinou nesta sexta-feira (02/03) a adoção de medidas para melhorar a segurança nas escolas da rede estadual. Além de estabelecer comunicação direta para apuração de denúncias, a proposta é intensificar os programas de prevenção às drogas e a criminalidade entre os estudantes. 

A execução do trabalho ficará a cargo da Secretaria Executiva-Adjunta de Operações (Seaop), formada por policiais civis e militares e subordinada diretamente ao gabinete da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). A pasta também realiza o Programa de Prevenção à Violência e Combate ao Uso de Narcóticos e Entorpecentes (Previne), que desenvolve palestras sobre o tema, orientação e encaminhamento de pessoas que precisam de tratamento para se livrar da dependência química.

Em visita às escolas estaduais Roberto dos Santos Vieira, no Nova Cidade, zona norte, e Severiano Nunes, no Alvorada, zona centro-oeste, nesta sexta-feira, o vice-governador ouviu dos diretores e profissionais da educação relatos de algumas necessidades. “Estamos avançando para dentro das escolas. Vamos guardar todo e qualquer espaço do governo, sejam unidades de saúde, sejam escolas. A Secretaria de Segurança vai atuar na causa. No caso das escolas, vamos buscar quem está dentro das escolas bagunçando em nome do tráfico”, disse.

Canal de comunicação 

A proposta é estabelecer um canal de comunicação direto entre a SSP-AM e as escolas que integram a rede da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), desenvolvendo ações de prevenção de crimes e de reforço da segurança nas escolas. De acordo com a secretária de Educação da Capital, Débora Moura, a ação integrada deve solucionar problemas identificados em escolas de Manaus. A Seduc já tem adotado algumas medidas, como a instalação de câmeras de monitoramento e concertinas.

“A gente visa identificar escolas com maiores índices de assalto para a gente tentar sanar as dificuldades que estamos tendo com relação à segurança nas escolas”, disse Débora Moura. Neste sábado (03/02), durante o programa Amazonas em Movimento, a Seduc planeja lançar uma conferência de medidas de segurança. “Identificar problemas e prevenir”, resumiu.

 

Ronda escolar

Atualmente, 64 escolas, entre estabelecimentos da rede municipal e estadual de ensino são atendidas pelo projeto Ronda Escolar, da Polícia Militar do Amazonas. As unidades ficam nos bairros do João Paulo, zona norte, Centro e Petrópolis, zona sul, e São Jorge, zona oeste. O Ronda Escolar consiste em ações de presença policial durante os horários de entrada e saída de alunos, como forma de inibir ocorrências contra alunos, pais e professores.