Terça-feira - Manaus - 22 de outubro de 2019 - 20:54

MANAUS-AM

Sindicato dos Rodoviários descumpre liminar do TRT e realiza nova paralisação

Foi a sétima paralisação irregular realizada por membros do Sindicato dos Rodoviários em Manaus

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 2 de março

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) vai informar a justiça sobre a ilegalidade do movimento.

Foto: Divulgação

Mesmo como uma liminar expedida pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) impedindo qualquer tipo de paralisação até o julgamento do Dissídio Coletivo da categoria, representantes do Sindicato dos Rodoviários paralisaram nove linhas em dois terminais de bairro localizados no Parque das Nações, zona Centro-Sul e no Mutirão, zona Norte, na quinta-feira, 1. 

Os terminais ficaram fechados por cerca de duas horas e meia o que prejudicou aproximadamente 2 mil usuários das linhas 031,033,035,401 e 452 no Parque das Nações e as linhas 440,447,449 e 050 no Mutirão.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) vai informar a justiça sobre a ilegalidade do movimento.

Ainda na manhã desta quinta-feira, 1/03, o TRT acatou um pedido do Sinetram para que em casos de greve, os Sindicato dos Rodoviários seja responsabilizado. Em liminar a justiça determinou considerar ilegal e abusiva qualquer paralisação futura das atividades de transporte coletivo urbano em Manaus até o julgamento do Dissídio Coletivo. Caso haja descumprimento da ordem judicial, o Sindicato do Rodoviários poderá ser multado em até R$ 50 mil por hora de paralisação.

Paralisações

Apenas este ano, essa foi a sétima paralisação irregular realizada por membros do Sindicato dos Rodoviários. Na manhã de ontem, 28, os rodoviários ficaram parados por cerca de duas horas e meia dentro dos terminais 1 e 2 e prejudicaram cerca de 200 mil pessoas.