Segunda-feira - Manaus - 12 de novembro de 2018 - 18:54

MUNDO

Mergulhador morre sem oxigênio em caverna na Tailândia onde meninos estão presos

Saman Kunan, de 38 anos, era ex-integrante do grupo de elite da Marinha e morreu enquanto retornava de uma expedição que levou suprimentos aos meninos

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 6 de julho - 10:15

A morte de um militar experiente deixa claro os riscos do resgate dos 12 meninos

Foto: Divulgação

Morreu nesta quinta-feira (5) um ex-mergulhador da Marinha tailandesa envolvido nos esforços de resgate dos meninos que estão presos em uma caverna na Tailândia.

Saman Kunan, de 38 anos, levou suprimentos para o grupo de 13 pessoas, mas ficou sem oxigênio quando retornava para a entrada da caverna Tham Luang. O ex-integrante do grupo de elite da Marinha era triatleta e tinha se voluntariado a participar da operação de resgate.

"Após ter entregue uma reserva de oxigênio, ficou sem ar em seu retorno", declarou Passakorn Boonyaluck, vice-governador da província de Chiang Rai, onde está localizada a caverna. "Perdeu a consciência no caminho de volta, seu companheiro de mergulho tentou ajudá-lo e carregá-lo", disse o oficial da Marinha Apakorn Yookongkaew.

A morte de um militar experiente deixa claro os riscos do resgate dos 12 meninos, que têm entre 11 e 16 anos, e do técnico do time de futebol, de 25 anos. Alguns não sabem nadar e todos terão que aprender noções básicas de mergulho.

O grupo, que está preso desde 23 de junho, foi encontrado por dois mergulhadores britânicos após nove dias de intensas buscas. Eles estão aglomerados sobre uma rocha a cerca de 4 km da entrada da caverna.


TH VIDEO