Quinta-feira - Manaus - 17 de outubro de 2019 - 12:16

MANAUS-AM

Manaus tem 115 casos confirmados de Sarampo, aponta Semsa

Foram confirmados 85 novos casos de sarampo. O número representa um aumento de 283,3% em comparação ao boletim anterior, quando havia 30 casos.

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 29 de mai

Do total de notificações (775), 588 casos continuam sob investigação aguardando o resultado laboratorial.

Foto: Reprodução

Manaus tem 85 novos casos confirmados de sarampo, de acordo com o 12º Informe Epidemiológico de Monitoramento do Sarampo, divulgado nesta terça-feira, 29/05. Em relação ao boletim anterior, o aumento é de 283,3%. 

O 12º Informativo Epidemiológico de Monitoramento do Sarampo apontou que Manaus registra 775 casos notificados da doença, 199 notificações a mais do que no 11º Informativo. Do total de 775 casos, 115 foram confirmados, 72 casos estão descartados e 588 continuam sob investigação aguardando o resultado laboratorial.

A zona Norte, com 284 casos notificados, continua com o maior número de registros de sarampo. Mas o novo informe apontou um aumento nas notificações na zona Leste de Manaus, passando de 118 para 207 casos suspeitos no período de uma semana. Já a zona Sul registra 166 casos, na zona Oeste são 110 notificações e a zona Rural tem oito casos.

Entre as estratégias de combate à doença, a Semsa continua com a campanha de reforço de vacinação para crianças na faixa etária de seis meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias, e já atingiu 74,61% do público alvo, com a aplicação de 142.946 doses da vacina tríplice viral, que imuniza contra sarampo, rubéola e caxumba. 

De acordo com a subsecretária de Gestão da Saúde da Semsa, Adriana Elias, a Semsa também está buscando a parceria com as secretarias municipal e estadual de educação para ofertar a vacina nas creches e nas escolas de ensino fundamental e médio, inicialmente com intensificação nas zonas Norte e Leste.

“A vacinação é a única forma de prevenção ao sarampo e é essencial que a população procure as Unidades de Saúde para se imunizar, principalmente no caso de crianças, que representam o grupo de maior vulnerabilidade para desenvolver complicações pela doença”, afirma Adriana Elias, lembrando que crianças de até cinco anos representam 54,8% dos casos confirmados e 50,3% dos casos notificados.

Exames

O Ministério da Saúde autorizou a validação da confirmação de casos de sarampo a partir de exames laboratoriais realizados em Manaus, o que vai agilizar os procedimentos de confirmação ou descarte de casos da doença. Desde o início do surto de sarampo, no mês de março, a confirmação estava sendo validada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Rio de Janeiro, de forma conjunta com o exame realizado no Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen/AM).

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, explicou que a validação poderá ser feita apenas pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen/AM). “O Lacen já realizava esses exames, mas a validação era feita após o exame da Fiocruz. Com a autorização do Ministério da Saúde, os gestores locais receberão as informações em tempo mais adequado e oportuno. Mas é importante lembrar que a Semsa executa todas as ações de prevenção e controle do sarampo a partir do momento da notificação dos casos, sem esperar pela confirmação dos resultados de exames laboratoriais, incluindo ações de investigação e bloqueio vacinal”, destaca Marcelo Magaldi.