Sábado - Manaus - 17 de agosto de 2019 - 11:33

MANAUS-AM

Eletrobras flagra academia com ligação clandestina na Cachoeirinha

O furto de energia e a fraude de medidores são tipificados como crime conforme o código penal brasileiro, artigos 155 e 171

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 31 de janeiro

Os prejuízos causados à Distribuidora poderiam chegar a R$ 100 mil em um ano

Foto: Divulgação

A Eletrobras Distribuição Amazonas realizou, na manhã da última sexta-feira (26), uma ação de fiscalização visando combater e coibir a prática de furto de energia. O estabelecimento flagrado foi uma academia, localizada na Rua Ajuricaba, bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus.

A operação ocorreu após uma denúncia e contou com o apoio da Delegacia Especializada no Combate Ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS) e perícia do Instituto de Criminalística (IC).

No ato da inspeção foi constatado que a unidade consumidora estava auto religada e sem medidor de energia elétrica, apresentando uma ligação trifásica clandestina conectada diretamente na rede elétrica da Distribuidora.

A academia teve o fornecimento de energia elétrica suspenso de imediato e o responsável pelo estabelecimento foi notificado pela autoridade policial a prestar esclarecimento. Caso não fosse realizada a ação de fiscalização os prejuízos causados à Distribuidora e à sociedade poderiam chegar ao valor de aproximadamente R$ 100 mil, no período de um ano.

A Eletrobras destaca que o combate às perdas de energia só é possível com o envolvimento de toda a sociedade. O furto de energia e a fraude de medidores são tipificados como crime conforme o código penal brasileiro, artigos 155 e 171.