Quinta-feira - Manaus - 17 de outubro de 2019 - 12:11

MANAUS-AM

Detran-AM apreende caminhão com madeira ilegal na Ponte Rio Negro.

Durante a operação no local foram retidos outros 16 veículos

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 6 de março

O motorista e a carga foram encaminhados para a Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema)

Divulgação / Detran

 O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), continua com as ações de trânsito itinerantes em vários pontos da cidade. Na manhã desta terça-feira (06/03) a fiscalização se concentrou na cabeceira da Ponte Jornalista Phelippe Daou (Ponte Rio Negro), sentido Iranduba-Manaus. Durante as ações, um caminhão com 7 metros cúbicos de madeira ilegal foi apreendido, o motorista e a carga foram encaminhados para a Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema).

Durante a operação no local foram retidos 16 veículos, a maioria estava com licenciamento em atraso. Cinco caminhões foram retirados de circulação por mau estado de conservação, quase todos estavam com pneus carecas.

De acordo com o diretor presidente do Detran-AM, Vinicius Diniz, afirma que todos os dias haverá efetivo nas ruas, bem como nos municípios da região metropolitana. “Optamos por essas operações itinerantes, sem ponto fixo para criar nas pessoas o hábito de andarem sempre regulares e respeitando as leis de trânsito. Nosso objetivo não é somente repreender o motorista infrator, mas também educar as pessoas que fazem parte do trânsito”, afirma.

Além das fiscalizações, agentes do Detran-AM realizam um trabalho de educação de trânsito, orientando os condutores sobre as boas práticas no trânsito e quanto aos riscos de dirigir e consumir bebida alcoólica. “Queremos que as pessoas sejam mais conscientes nas vias, que elas saibam seus diretos, mas que cumpram os seus deveres, não estamos aqui somente para punir, mas para orientar também”, enfatizou Diniz. 

Durante as abordagens são averiguadas a documentação do condutor e do veículo, os equipamentos de segurança, como capacete, o funcionamento de itens obrigatórios, a exemplo de sinaleira e retrovisores, como também a procedência do veículo com a perspectiva de evitar e combater delitos de roubo e furto de carros e motocicletas.