Domingo - Manaus - 21 de outubro de 2018 - 17:43

MANAUS-AM

Arsam cancela mais de mil contas de água no Grande Vitória

Segundo moradores, desde 2009, a água encanada não chega às torneiras das casas, porém eles são obrigados a pagar o valor cobrado pelo consumo mínimo

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 7 de fevereiro - 16:38

A Arsam calculou o montante de R$ 565 mil em faturas cobradas indevidamente

FOTO: DIVULGAÇÃO/ ARSAM

A Ouvidoria e os engenheiros da Diretoria Técnica de Concessões e Regulação da Qualidade da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) participaram, na manhã desta quarta-feira (07/02), de uma reunião com a liderança da comunidade do bairro Grande Vitória, zona leste da capital, para responder aos questionamentos dos moradores a respeito das cobranças mensais, consideradas indevidas por conta da precariedade na prestação dos serviços de abastecimento de água.

Segundo moradores, desde 2009, a água encanada não chega às torneiras das casas, porém eles são obrigados a pagar o valor cobrado pelo consumo mínimo, mesmo sem utilizar o serviço e muitos tiveram seus nomes negativados por falta de pagamento. A equipe operacional da Manaus Ambiental já esteve várias vezes no local e a normalização do abastecimento não ocorreu. “Mais de 15 ruas não possuem o fornecimento adequado por todos esses anos, e os moradores que pagaram por isso vão ser ressarcidos. Continuaremos trabalhando para efetivar o cancelamento de todas as cobranças desse tipo”, informou o ouvidor Rafael Affonso. 

Após a intervenção da fiscalização da Arsam, iniciada no mês de janeiro deste ano, a concessionária realizou ações de suspensão de emissão de faturas, retirada dos nomes dos moradores do SPC e Serasa e o recadastramento das ruas mencionadas. A Arsam calculou o montante de R$ 565 mil em faturas cobradas indevidamente. Ao todo, mais de mil contas foram canceladas. 

Ouvidorias 

Denúncias relacionadas a má prestação dos serviços de abastecimento de água, gás canalizado e transporte rodoviário intermunicipal coletivo de passageiros podem ser registradas pessoalmente nas ouvidorias dos PACs São José, Sumaúma e Galeria dos Remédios, pelo 0800 280 8585 ou pelo whats app 98423-0981.