Quarta-feira - Manaus - 25 de abril de 2018 - 13:24

MANAUS-AM

Polícia Civil prende dupla e apreende 30 kg de supermaconha durante ação em Manaus

O infrator relatou, ainda, que a droga vinha do município de Tefé, distante 523 quilômetros em linha reta da capital. A droga abasteceria bocas de fumo de Manaus

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 16 de abril - 16:39

Ederson e Rorivaldo foram autuados em flagrante por tráfico de drogas. 

Foto: SSP

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Paulo Mavignier, diretor do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), falou na manhã desta segunda-feira (16/04), às 11h, durante coletiva de imprensa realizada no prédio da Delegacia Geral, sobre as prisões, em flagrante, de Ederson Gonçalves de Arruda, 39, e Rorivaldo Jhoneson Araújo da Costa, 30, por tráfico de drogas. Com cada um dos infratores, os policiais encontraram 15 quilos de maconha do tipo skunk,totalizando 30 quilos da substância entorpecente apreendidos.

A maconha do tipo 'skunk' é considera uma 'supermaconha' pela polícia, pois a potência dela é superior à normal e é mais cara em virtude de ser produzida usando técnicas mais avançadas.

Conforme o diretor do Denarc, os trabalhos iniciaram ao longo de domingo, 15/04, com a prisão de Ederson, por meio da equipe de investigação do Departamento. O flagrante aconteceu no apartamento onde o infrator morava, situado em um condomínio localizado na rua Brigadeiro João Camarão, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus.

“Ederson já havia sido preso pela nossa equipe no ano passado, com 40 quilos de drogas. Iniciamos as investigações há cerca de dez dias, quando identificamos que Ederson estaria armazenando entorpecentes em um condomínio no bairro Dom Pedro. No momento da abordagem, ele rapidamente indicou onde estava mantendo a droga. Encontramos no lugar indicado 15 quilos de skunk, escondidos em uma mala, guardada em um dos cômodos do apartamento”, explicou Mavignier.

Droga veio de Tefé 

Em depoimento na base do Denarc, Ederson argumentou que estava guardando a substância entorpecente para repassar a outra pessoa, até o momento não identificada pela polícia. O infrator relatou, ainda, que a droga vinha do município de Tefé, distante 523 quilômetros em linha reta da capital.

O delegado Paulo Mavignier ressaltou que, no final da tarde de ontem, dando continuidade aos trabalhos, os policiais civis do Denarc, com o apoio de servidores da Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), prenderam Rorivaldo com 15 quilos de maconha do tipo skunk. O fato ocorreu em uma embarcação atracada no Porto da Manaus Moderna, bairro Centro, zona sul da capital.

“No final da tarde ontem realizamos a abordagem quando o barco atracou no porto, vindo de Tefé. Durante revista observamos que Rorivaldo ficou visivelmente nervoso. Encontramos a substância ilícita em uma mala transportada por ele. Vale ressaltar que, com essa apreensão, são menos 30 quilos de skunk retirados de circulação. Essa droga, provavelmente, seria usada para abastecer bocas de fumo na capital”, argumentou o diretor do Denarc.

Flagrante 

Ederson e Rorivaldo foram autuados em flagrante por tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis na base do Departamento, os infratores serão levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.