Sábado - Manaus - 23 de junho de 2018 - 00:04

MANAUS-AM

Oscarino Varjão, o pai do Peteleco, morre em Manaus aos 81 anos

Pai do peteleco morreu na noite de domingo, vítima de câncer

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 16 de abril - 06:27

Oscarino chegou a ser entrevistado no Programa do Jô

Foto: Divulgação

O ventríloquo Oscarino Farias Varjão, de 81 anos, morreu após sofrer uma parada cardíaca neste domingo , 15/04, em Manaus. Ele estava entubado na emergência do Hospital 28 de Agosto, mas não resistiu. Oscarino criou o boneco Peteleco, que é um dos símbolos culturais do Amazonas.

A filha mais nova do ventríloquo, Carla Tatiana Farjão, de 38 anos, disse que o pai passou por exames médicos nas últimas três semanas. Ele foi diagnosticado com uma úlcera no estômago e pedra da vesícula.

Oscarino Farias Varjão será velado no salão nobre do Centro Cultural Palácio Rio Negro, na Avenida 7 de Setembro, 1546, no Centro, a partir das 8h desta segunda-feira (16). O sepultamento será no Cemitério São João Batista, às 16h.

O boneco Peteleco é considerado Patrimônio Cultural Imaterial do Amazonas desde 2016. Suas histórias iniciaram na década de 1950, quando Oscarino tinha 20 anos e fazia shows nas ruas da capital como forma de superar dificuldades financeiras.

Além do reconhecimento como patrimônio cultural, as apresentações renderam a Oscarino uma participação no Programa do Jô, em novembro de 2000, e um documentário sobre sua obra. Com informações do G1.