Sábado - Manaus - 24 de fevereiro de 2018 - 12:59

DIVERSÃO

No mês em que faria 73 anos, relembre a trajetória de Bob Marley

Cantor e compositor jamaicano faleceu em 1981

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 6 de fevereiro - 10:03

Bob Marley continua sendo um dos mais ouvidos em todo o mundo

Foto: Divulgação

Quem não conhece Bob Marley? Quem nunca ouviu "No Woman No Cry" ou "Is This Love", entre todas as outras músicas desse artista? Esse é o efeito que o cantor e compositor jamaicano, que faleceu em maio de 1981, causou no mundo.

Robert Nesta Marley, mais conhecido como Bob Marley nasceu em 6 de fevereiro de 1945, em Saint Ann, no interior da Jamaica. Ele foi um cantor, guitarrista e compositor jamaicano, o mais conhecido músico de reggae de todos os tempos, famoso por popularizar o gênero.

Bob era filho de Norval Sinclair Marley, um militar branco, capitão do exército inglês e Cedella Booker, uma adolescente negra vinda do norte do país. No dia seguinte ao seu casamento de seus pais, Norval (seu pai) abandonou a mãe, porém continuou dando apoio financeiro para sua mulher e filho.

Após a morte de seu pai em 1955, sua mãe se casou com Toddy Livingstone e se mudou com Bob para Trenchtown, a maior e mais miserável favela de Kingston. Bob ainda jovem já tinha uma ligação forte com a música, ele e o seu amigo Bunny improvisavam guitarras feitas de lata e acompanhavam os sucessos vindos da América, particularmente de New Orleans.

Eles ouviam Ray Charles, Fats Domino, Brook Benton (um dos preferidos de Bob Marley) e grupos como os Drifters, que eram muito populares na Jamaica. A independência da Jamaica em 1962, deixando de ser uma colónia britânica, ajudou a compor o momento de criação de uma música originalmente jamaicana.

Quando Bob Marley deixou a escola aos 14 anos, parecia ter apenas uma ambição: a música. Mas, para agradar sua mãe que tinha medo que ele se tornasse um rude boy (como eram conhecido os jovens delinquentes da Jamaica), arranjou um emprego de soldador.

Em 1967, a música de Bob já refletia a sua crença. Ao invés de cantar hinos para os Rude Boys, Marley começou a compor temas sociais e espirituais, o que se tornou sua marca registrada e seu maior legado.

Bob Marley já vendeu mais de 75 milhões de discos.

TH VIDEO