Domingo - Manaus - 22 de outubro de 2017 - 09:18

MANAUS-AM

Na volta de David Almeida à ALE, deputados propõem 'CPI da Saúde' no Amazonas

Parlamento Estadual quer investigar rombo de R$ 1,2 bilhão. David chamou secretário de irresponsável

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 10 de outubro - 13:10

David foi recebido com euforia e faixa de boas vindas

Foto: João Pedro Figueiredo/ Toda Hora

Manaus - No retorno de David Almeida à presidência da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), deputados estaduais anunciaram a intenção de instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o rombo de R$ 1,2 bilhão na área de saúde do governo do Amazonas. O rombo foi divulgado pelo governador Amazonino Mendes, por meio de uma rede social no último domingo, 8. 

Durante a sessão parlamentar desta terça-feira, 10, o deputado Sabá Reis, aliado de David Almeida, levou a discussão ao plenário pedindo a presença do atual secretário de Saúde, Francisco Deodato, para que ele esclareça o rombo. Ele ainda aponta que pretende convocar os últimos três governadores.

"Por conta da gravidade das declarações, tanto do secretário de saúde, como do governador Amazonino, de que existe um rombo de R$ 1,2 bilhão, a população tem que saber quem foi o responsável por esse roubo, porque rombo é roubo. Vai ser instalada uma CPI na casa, não tenho nenhuma dúvida, e nela o governador Amazonino terá que dar explicação com seu secretário de saúde, assim como David Almeida, José Melo e Omar Aziz, com seus respectivos secretários", destacou Reis.

A proposta de CPI foi aprovada pelo deputado José Ricardo (PT), que ressaltou ja ter seis assinatura a favor da instauração.

"Nesse momento é oportuno uma CPI porque até então a gente falava que deveria ter uma auditoria nos contratos e nunca fizeram e a CPI tem o poder de ir atrás dessas informações. Até agora seis deputados ja se manifestaram, vamos conversar com outros. Precisamos de, no mínimo oito, para dar entrada", informou José Ricardo.

A volta
O deputado David Almeida (PSD) foi recebido com euforia por parte dos funcionários que ocuparam a tribuna do Plenário Ruy Araújo. Ele retomou à Casa após quase cinco meses à frente governo do Amazonas e chegou ao plenário enquanto o deputado Sabá Reis fazia o pronunciamento sobre a CPI.

O discurso foi interrompido por conta das manifestações e ele aproveitou para cumprimentar todos os deputados presentes em suas bancadas e se dirigiu à mesa onde reassumiu o posto de presidente que estava sendo ocupado de forma interina pelo deputado Abdala Fraxe.

No primeiro pronunciamento, David Almeida ressaltou que não pretende se aliar ao governador Amazonino Mendes, chamou o secretário de Saúde de irresponsável e informou que vai levar números para mostrar como está se fazendo saúde pública no Amazonas. 

"Está errada a forma como se gasta com a saúde. Não teria como eu resolver em 5 meses, mas resolvi muita coisa. Não queiram colocar sobre mim culpa pelo que não tenho, estou seguro daquilo que fiz. O Estado tem mais compromissos do que ficar acusando, visitando o TCE e buscando a mídia. O senhor secretário (Deodato) é um irresponsável e vai levar peia aqui todo dia se vir com conversa fiada querendo colocar A contra B. O Estado tem sim muitas dívidas, mas são dividas de compromissos. Vou trazer esses números e dizer como estão fazendo saúde pública no Amazonas. Não vou fazer desse momento um embate, mas foi uma falta de habilidade ou ele está querendo atingir alguém. E nós sabemos quem ele quer atingir", destacou David Almeida.

TH VIDEO

FONTE: Reportagem: João Pedro Figueiredo