Sábado - Manaus - 21 de julho de 2018 - 18:16

MANAUS-AM

Justiça Federal condena Valdemir Santana a mais de 7 anos de prisão

O ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos foi denunciado por apropriação indébita de bens.

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 10 de julho - 15:35

Foto: Reprodução

O ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Valdemir Santana, foi condenado pela Justiça Federal 7 anos e 7 meses de prisão por apropriação indébita de bens e crimes extensivos a Celso Valério França Teixeira e Amadeu jardim Maués Filho, advogados do sindicato em 2008. Eles poderão recorrer em liberdade.

Santana foi denunciado pelo Ministério Público Federal do Amazonas (MPF-AM), que apontou qeu Valdemir e os advogados assinaram ação pedindo que a Justiça pudesse penhorar os bens no valor de R$ 7,5 milhões da empresa Benq Eletrônica para garantia de pagamento de dívidas trabalhistas.

Os bens penhorados foram alienados e passaram para outras empresas. A denúncia do MPF indicou que eles recebiam os pagamentos, que não eram repassados ao Sindicato dos Metalúrgicos e nem havia prestação de contas com a Justiça.

“Como presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, aceitou e participou da empreitada delituosa, tendo responsabilidade destacada nesta”, escreveu a juíza Ana Paula Serizawa na condenação.

A juíza determinou que a pena comece a ser cumprida no regime semiaberto para o início de cumprimento da pena, afirmando não ser possível “a substituição da pena privativa de liberdade por restritivas de direitos”.