Segunda-feira - Manaus - 20 de agosto de 2018 - 18:16

MANAUS-AM
POLÍTICA

Greve de policiais militares e bombeiros inicia às 19h desta quarta-feira

Anúncio foi feito pelas associações representativas das categorias que pedem cumprimento de promessas feitas pelo governo do Estado

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 14 de março - 17:58

Policiais militares e bombeiros prometem cruzar os braços em todo o Estado a partir das 19h desta quarta-feira, dia 14, em protesto pelo não cumprimento de promessas feitas pelo governador do Amazonas, Amazonino Mendes. Segundo os grevistas, a paralisação geral deve estar instalada às 9h desta quinta-feira, dia 15.  O anúncio foi feito  por meio de nota enviada à imprensa pelas associações que representam as duas categorias e em video publicado nas redes sociais.

Segundo o presidente da Associação Praças do Estado (Apeam), Gerson Feitoza, a paralisação deve durar três dias e só acaba antes caso o governador chame a categoria para diálogo e cumpra as promessas de promoção de aproximadamente 3 mil soldados, conceda o reajuste da data base vencida dos militares, e conceda renovação de armamento, viaturas e fardamento. 

 Veja a nota oficial das associações militares que estão organizando a paralização. 

NOTA À SOCIEDADE AMAZONENSE

As Associações da Polícia e Bombeiros do estado do Amazonas, vem à público informar que a Polícia e Bombeiros estarão paralisando suas atividades no próximo dia 15 de março de 2018, em todo o estado.

Entretanto esclarece que :

A) Foram esgotadas todas as formas de diálogo dos representantes da Categoria com o Governo do estado, que se mostrou indiferente as reivindicações Justas da Categoria.

B) Lamentamos que o Governador do Estado do Amazonas, tenha deixado a situação chegar a esse ponto, ignorando todas as tentativas de diálogo com os representantes da Categoria.

C) Pedimos que as pessoas, redobrem a atenção a sua segurança nos próximos dias e que nos ajudem a evitar que o caos se instale no estado do Amazonas

D) Aos policiais e Bombeiros do Amazonas, pedimos que preparem o corpo e o espírito, para defender os nossos direitos e a nossa dignidade que estão sendo pisoteados por esse Governo. Não deixem nossos representantes sozinhos nessa luta, a união faz a força e somente juntos, unidos e determinados iremos vencer essa batalha.

À População Amazonense, informamos que nunca desejamos essa paralisação, sempre buscamos o diálogo junto ao Governo sobre nossas reivindicações, entretanto restou-se frustrada pela prepotência e Soberba do governo.

Mais uma vez Lamentamos pela situação ter chegado a esse ponto e reiteramos para que a população redobre os cuidados quanto à sua segurança nos próximos dias e que nos apoiem para que possamos viabilizar uma solução e evitar que o caos se instale.

Jamais abandonaremos a população Amazonense, os serviços básicos de manutenção da segurança pública serão mantidos por cerca de 20% do Efetivo.

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES JUSTAS DOS POLICIAIS E BOMBEIROS DO ESTADO DO AMAZONAS

1) Que, seja imediatamente desconsiderado o parecer da PGE e que o comando da PM/BM, cumpram o que estabelece a Lei 4.044 integralmente, que sejam confeccionadas todas as atas pendentes do quadro especial e normal atrasadas desde 2016, e que sejam efetivadas as promoções pendentes dos praças, que já fazem jus com base na legislação vigente.

2) Que, sejam repostas as perdas salariais dos ultimos quatro anos, com base na inflação oficial registrada no periodo 2014-2017

3) Que, sejam extintas as escalas extras NÃO REMUNERADAS, em todo estado do Amazonas, Através da aprovação em caráter de urgência de decreto Governamental ou Através da Aprovação de Lei de escala que promova garantias a esse respeito.

4. Que, sejam efetivamente pagos os quinqüenios aos policiais e bombeiros que fazem jus, com direito garantido na Legislação vigente.

5) Que, seja criada a Comissão independente de controle e Fiscalização da Gestão das instituições militares do Amazonas, composta por membros do Ministério Público, Comissão de segurança pública da ALEAM, representantes das entidades de Classe e pelo menos um membro do Governo do estado.

6.Que, o comando da PM/BM, sejam proibidos de perseguir membros das entidades representativas da Classe, por reivindicarem direitos da Categoria.

7. O Governo e o comando da PMAM MENTIRAM quando se mostraram dispostos a atender as reivindicações da Categoria.

Policiais pedem promoções atrasadas e outros benefícios defasados, segundo as associações representativas de classe

Divulgação/SSP