Segunda-feira - Manaus - 20 de agosto de 2018 - 18:15

MUNDO

EUA estabelecem condições para retomar diálogo com Síria

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, classificou o ataque como um ato de agressão contra um Estado soberano

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 15 de abril - 10:34

As forças da Rússia não se envolveram no ataque, mas monitoraram todos os lançamentos

Foto: AFP

A porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, declarou neste sábado (14) que para retomar o processo político na Síria é necessário que o governo sírio declare as armas químicas que estão em sua posse.

"Se eles fizerem isso [declarar as armas químicas que não foram destruídas], nós ajudaremos a voltar ao processo de negociação em Genebra", disse ela.

Os Estados Unidos, França e Reino Unido realizaram um ataque de mísseis na manhã deste sábado (14) contra alvos sírios, que, de acordo, com estes países, são usados para a produção de armas químicas. Foram lançados mais de 100 mísseis, sendo que grande parte foi interceptada pelo sistema de defesa da Síria.

As forças da Rússia não se envolveram no ataque, mas monitoraram todos os lançamentos. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, classificou o ataque como um ato de agressão contra um Estado soberano, tendo em vista que os supostos ataques químicos por parte das forças da Síria não foram confirmados por peritos militares russos e moradores locais. 

As autoridades sírias declararam que nunca utilizaram armas químicas contra civis e terroristas, destacando que todo o arsenal do país for retirado da Síria sob controle da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ).