Terça-feira - Manaus - 19 de junho de 2018 - 20:58

MANAUS-AM

Crea Amazonas e Seinfra selam convênio para regularizar profissionais da engenharia

Novo Termo de Cooperação assinado pelo presidente do Conselho, Afonso Lins, e o secretário Oswaldo Said vai ajudar o Estado a regularizar os profissionais vinculados ao órgão. A ideia é estender o projeto a outras secretarias 

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 1 de março - 12:15

Termo foi assinado pelo presidente do Conselho, Afonso Lins, e o secretário da Seinfra, Oswaldo Said.

Foto: Divulgação

Manaus - O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-AM) e a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) assinaram a ampliação do Termo de Cooperação para que o Estado regularize os profissionais que atuam na secretaria, pagando a anuidade e as ARTs (Anotação de Responsabilidade Técnica). A medida é pioneira no âmbito de secretaria e deve ser estendida em futuras parcerias por todo o Amazonas.

“Em nome dos profissionais, agradeço a sensibilidade do secretário Oswaldo Said e do governador Amazonino Mendes para que o Termo seja assinado. O Tribunal de Contas do Estado, que é o órgão de controle, já faz isso. Que as outras secretarias copiem e possam ajudar os profissionais da engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia”, afirmou o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-AM), Afonso Lins.

Já o secretário de infraestrutura do Estado (Seinfra), Oswaldo Said, destacou a importância da ampliação do convênio da Seinfra com o Crea. “Muitos profissionais não tem condições de arcar (com as despesas da ART e da anuidade). Para o Estado será simbólico, mas para os nossos profissionais e para a Seinfra será importante. Esta regularização dos profissionais vai significar um avanço muito grande”, ressaltou o secretário.

Com o convênio, o preço da ART poderá ser reduzido. O pagamento da anuidade é obrigatório e amparado por Lei Federal  5.194, de 24 de dezembro de 1966.