Domingo - Manaus - 22 de outubro de 2017 - 09:18

ESPORTES

Copa do Mundo 2018 começa a tomar forma. Confira a situação em cada continente

Brasil, Alemanha, Argentina, Espanha e França estão classificadas, enquanto a Holanda está fora e a tetracampeã Itália terá que disputar a repescagem

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 11 de outubro - 12:10

Atacante Roman Torres fez uma foto com a torcida após o Panamá se classificar para a Copa do Mundo pela primeira vez na história. 

Foto: Rodrigo Arangua/ AFP

Paris - Vinte e três das 32 seleções que disputarão a Copa do Mundo da Rússia-2018 já são conhecidas: um grupo com equipes de peso, como Brasil, Alemanha, Argentina, Espanha e França, enquanto a Holanda está fora e a tetracampeã Itália terá que disputar a repescagem.

- Europa: Holanda fora, Itália com problemas -

Além da Rússia, anfitriã, a Alemanha de Thomas Muller, a Inglaterra de Harry Kane, a Bélgica de Eden Hazard, a Espanha de Sergio Ramos, a Polônia de Robert Lewandowski, a Islândia de Gylfi Sigurdsson, a Sérvia de Nemanja Matic, a França de Antoine Griezmann e Portugal de Cristiano Ronaldo conquistaram suas vagas nas eliminatórias europeias.

O continente ainda tem quatro vagas que serão definidas na repescagem entre Itália, Suécia, Suíça, Irlanda do Norte, Irlanda, Dinamarca, Grécia e Croácia. O sorteio dos confrontos acontecerá no dia 17 de outubro. As partidas de ida e volta serão disputadas em novembro.

Mas a grande ausente do Velho Continente é a Holanda, vice-campeã na África do Sul-2010 e terceira colocada no Brasil-2014. O último ciclo da equipe foi muito ruim, já que a equipe também ficou fora da Eurocopa do ano passado, disputada na França, que teve a participação de 24 países.

Este segundo fracasso consecutivo teve uma consequência direta: o atacante Arjen Robben, 33 anos, anunciou a aposentadoria da seleção, no que parece o fim da última grande geração do país.

- América do Sul: Messi leva a Argentina ao Mundial -

Na América do Sul, Brasil, Uruguai, Argentina e Colômbia garantiram suas vagas de modo direto. Neymar e companhia carimbaram o passaporte com várias rodadas de antecedência, enquanto a equipe argentina teve que esperar a última partida, com uma vitória de 3-1 sobre o Equador e três gols do astro Lionel Messi, para assegurar a presença na Rússia.

Um Mundial sem a presença do craque argentino era algo difícil de imaginar. "Estou feliz por ele, ver um amigo participar em uma competição tão importante", disse Neymar, ex-companheiro de time no Barcelona.

Além disso, o Peru disputará a repescagem contra a Nova Zelândia, representante da Oceania, em novembro.

A grande decepção do continente é o Chile, que venceu as duas últimas edições da Copa América. A 'geração dourada', liderada por Arturo Vidal e Alexis Sánchez, não conseguiu levar o país para sua terceira Copa do Mundo consecutiva.

- Concacaf: Estados Unidos fora -

Os classificados na zona da Concacaf (América do Norte, Central e Caribe) são México, Costa Rica e Panamá, que disputará uma Copa do Mundo pela primeira vez. Honduras enfrentará na repescagem mundial contra a Austrália, que eliminou a surpreendente Síria na 'pré-repescagem' asiática.

A seleção dos Estados Unidos, que desde 1990 disputou todas as Copas do Mundo, precisava de um empate para avançar à repescagem mas foi eliminada após a surpreendente derrota por 2-1 para Trinidad e Tobago, 99ª colocada no ranking da Fifa. 

- África: Três vagas em novembro -

Nigéria e Egito, país que não disputa um Mundial há 28 anos, garantiram suas vagas. O continente definirá as outras três em novembro. 

Tunísia, Marrocos e Senegal (que tem uma partida a menos, contra a África do Sul) são os grandes favoritos.

Grandes seleções do continente, como Argélia, Camarões e Gana, já estão eliminadas.

- Ásia: surpreendente Arábia Saudita -

Irã, Japão, Coreia do Sul e Arábia Saudita carimbaram o passaporte. Os sauditas, que não disputam a Copa desde 2006, mandaram a Austrália para a repescagem.

Os australianos eliminaram a surpreendente Síria após duas partidas dramáticas e agora enfrentarão Honduras na repescagem decisiva. O vencedor garantirá a última vaga na Copa do Mundo.

FONTE: Agence France Presse