Sábado - Manaus - 18 de agosto de 2018 - 07:59

MANAUS-AM

Arthur abre ano legislativo exaltando feitos e projetando o futuro na CMM

Prefeito deu ênfase à saúde fiscal do município e o exemplo dado ao Brasil, por meio da avaliação positiva conseguida com o triple AAA na avaliação das agências internas e externas de crédito

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 6 de fevereiro - 17:25

TH VIDEO

Manaus - O prefeito de Manaus, Virgílio Neto (PSDB), abriu, oficialmente, nesta terça-feira (6), com a leitura da mensagem anual, os trabalhos legislativos da Câmara Municipal de Manaus (CMM) da segunda sessão da 17ª Legislatura, conforme prevê o Regimento Interno da Casa. O presidente da Casa, Wilker Barreto (PHS), comandou a sessão na presença dos vereadores, autoridades e convidados, que lotaram o plenário Adriano Jorge.

“É com satisfação e honra que compareço mais uma vez a esta Casa. É praxe saudável e justa o prefeito dirigir sua atenção e seu respeito aos vereadores e ao povo que lhes destinou o nobre encargo da representação popular”, disse o prefeito, na abertura do seu discurso.

Ao se dirigir aos vereadores, o prefeito ressaltou que só tem agradecimentos e que está aberto sempre para aperfeiçoar os projetos do Executivo. “Aceito críticas de boa fé, não aquela por causa de voto, mas as críticas com fundamento e amor à cidade de Manaus. Estou sempre pronto para corrigir os erros e agradeço a bancada (governista), que tem sido séria e forte, acreditando no Projeto de Manaus”, ressaltou Arthur.

Ainda em seu discurso, o prefeito falou dos avanços obtidos ao longo de 2017, as metas para 2018, com ênfase à saúde fiscal do município e o exemplo dado ao Brasil, por meio da avaliação positiva conseguida com o triple AAA na avaliação das agências internas e externas de crédito, do Ministério da Fazenda, Ministério do Planejamento e de todos os órgãos do governo Brasileiro. O AAA, como deixou claro Arthur, é sinônimo de bom pagador, de confiabilidade, de segurança e boa governança do município de Manaus em sua gestão.

Arthur disse também que a cidade atravessou a crise de cabeça erguida, sem atrasos de salários dos servidores e pagamento do 13º salários, honrando as datas-base de todos os servidores. “A crise não nos pegou de calças curtas, porque governava Manaus como quem sabia que vinha um vendaval, que a crise iria atingir a todos”, afirmou.

BRT, Infraestrutura, Educação e Saúde
O chefe do Executivo Municipal informou, ainda, que recebeu a primeira proposta de um consórcio para o Projeto BRT. “Fizemos muito para chegar à licitação e a todo o desenrolar desse processo, que vai desaguar em canteiros de obras para o BRT deslanchar”, assegurou.

Na área da Educação, o prefeito destacou que 2018 será o ano da Infraestrutura, um dos itens do tripé, valorização dos servidores, da pedagogia e infraestrutura. Disse que serão construídas 29 unidades educacionais, dos quais sete creches, 11 centros de ensino infantil e 11 escolas municipais do ensino fundamental. Como garantiu o prefeito, nesse primeiro semestre serão entregues sete unidades e feitas revisão de outras que receberão melhorias de infraestrutura.

Quanto ao Ideb (índice de Desenvolvimento da Educação Básica), assegurou que Manaus sobe para a elite da educação brasileira e antes da divulgação do resultado já sabe que o município deverá ficar entre o 8º ou 10º lugares.

Na área da Saúde, o prefeito falou de concurso público e anunciou a criação da  Escola de Saúde Pública, que irá preparar profissionais que já estão trabalhando na Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e profissionais recém-saídos da Universidade para contratá-los via concurso público para atendimento da atenção básica de saúde.

O prefeito falou, ainda, do Acolhimento de Refugiados e Imigrantes, que também é exemplo para o Brasil. “A cidade acolheu com responsabilidade e profissionalismo imigrantes venezuelanos, que se tornou exemplo e recebeu o reconhecimento do Alto Comissionado das Nações Unidas”, ressaltou o prefeito.

Política
Ao voltar a falar novamente de política, Arthur Neto fez questão de dizer que ao contrário do Congresso Nacional, a Câmara não tem sua imagem arranhada e que a Prefeitura saiu da crise incólume e em condições de independência. “Não conseguiríamos fazer isso sozinhos, se não contássemos com os vereadores que participam e sustentam nossas ações”.

O prefeito, que participa da posse do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, no cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que ocorrerá em Brasília (DF), na vaga deixada pelo ministro Gilmar Mendes, também defendeu o direito dos amazônidas se candidatarem à Presidência da República e disse que quer ser didático nesse sentido.

Arthur acredita que a partir dessa sua iniciativa de se candidatar às prévias do seu partido, passarão (Sudeste e Sul) a respeitar mais o Amazonas e a Amazônia, região que assim como o Centro-Oeste tem mais voto do que os Estados do Sul. “Precisamos sair do casulo e chegar à conclusão de que é comum o político do Amazonas aspirar e chegar ao governo do Estado e a Presidência da República. Por que eles e não nós?”, questionou.

Ao finalizar seu discurso, o prefeito de Manaus deixou claro que não disputará cargo político no Amazonas. “Não sou candidato a mais nada. Ou essa zebra dá certo ou vou concluir o meu mandato abrindo espaço para pessoas que significam renovação e com coragem para mudar a realidade desse Estado”, garantiu.

Além dos secretários municipais e convidados que ocuparam o plenário, participaram da Sessão Especial, a presidente do Fundo Manaus Solidário, Elizabeth Valeiko; o vice-governador do Amazonas, Bosco Saraiva (PSDB); o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta (PSDB); presidente do TJAM, Flávio Pascarelli; o secretário da Casa Civil e deputado federal licenciado, Arthur Bisneto (PSDB); o deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), representando a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam); o defensor geral Rafael Vinheiro Monteiro; o conselheiro Ari Jorge Moutinho, coordenador-geral de Contas Públicas do Tribunal de Contas do Estado (TCE); o presidente da OAB/AM, Marco Aurélio Choy e o 2º vice-presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Amazonas, entre outras autoridades.

Prefeito Arthur Neto abriu o ano legislativo na Câmara de Manaus.

Foto: Semcom

FONTE: Reportagem: Nickson Maciel