Segunda-feira - Manaus - 11 de dezembro de 2017 - 16:14

MUNDO

Havaí reativa sirenes após ameaça nuclear da Coreia do Norte

Sirenes de alerta para ataques nucleares estavam aposentadas desde os tempos da Guerra Fria

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 28 de novembro - 11:50

Testes para a população serão retomado nesta sexta-feira

Foto: AFP

Pela primeira vez em cerca de 30 anos, o Havaí vai retomar os testes mensais das suas sirenes de alerta para ataques nucleares, aposentadas desde os tempos da Guerra Fria. A novidade, divulgada pela Reuters, deve ser implementada já na próxima sexta-feira (1), como forma de preparação para um possível lançamento de míssil por parte da Coreia do Norte.

As autoridades de gestão de emergência teriam informado que os toques de sirene vão durar aproximadamente um minuto, alcançando mais de 400 pontos do arquipélago. O primeiro toque vai começar às 11h45 locais (19h45 do horário de Brasília) da sexta-feira (1). O plano é repetir o teste no primeiro dia útil de cada mês, a partir de dezembro.

Ainda segundo o departamento de emergência, a medida deve ser anunciada formalmente nesta terça-feira (28), juntamente com uma demonstração do sistema de alerta. A demonstração vai ser apresentada pelo governador David Ige e por outras autoridades na sede da Agência de Gestão de Emergência do Havaí. O alerta tem como objetivo emitir a mensagem para que moradores da ilha se abriguem, permaneçam em abrigos e fiquem atentos se ouvirem o sinal.

Embora a menção à Coreia do Norte não seja explícita em vídeos institucionais sobre a prontidão de emergência, a informação de que o cuidado vai ser reintroduzido por conta dos recentes testes de mísseis balísticos intercontinentais daquele país teria sido confirmada à Reuters pela a porta-voz da Agência de Gestão de Emergência, Arlina Agbayani.